• FECAM - Federação de Consórcios, Associações e Municípios de Santa Catarina

Estado recebe R$ 104 milhões para programas de desenvolvimento

Estado recebe R$ 104 milhões para programas de desenvolvimento

Estado recebe R$ 104 milhões para programas de desenvolvimento 150 150 Fecam Portal

Santa Catarina recebeu, no final da tarde desta quarta-feira (23), R$ 104.239.558,84 para viabilizar obras de saneamento, infra-estrutura, habitação, turismo e desenvolvimento sustentável. O governador Luiz Henrique assinou os convênios que formalizam os repasses da União, parte do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) para o Estado. Desse montante, o executivo catarinense vai administrar R$ 54.901.939,14. A outra parcela foi repassada diretamente às prefeituras de Florianópolis, São José, Tijucas e Palhoça. Prefeitos da região, lideranças políticas e comunitárias prestigiaram a solenidade no Teatro Álvaro de Carvalho.

"Santa Catarina está à frente em todos os índices de desenvolvimento e, com esses recursos, temos a oportunidade de promover ainda mais desenvolvimento", disse o governador. Os R$ 54.901.939,14 conveniados com o Estado já têm destinação. Vão financiar a implantação de serviços de água e esgoto em Palhoça, Mafra e Florianópolis; a perfuração de poços nos municípios de Seara, Videira e São Miguel do Oeste; a pavimentação e drenagem em Quilombo, Maravilha e Otacílio Costa. Projetos de desenvolvimento sustentável em áreas rurais de Florianópolis, Iomerê e Lages, além da construção de centros de eventos e sinalização turística em rodovias do Estado também estão contemplados.

O governador destacou a importância do desenvolvimento no interior do Estado como forma de salvaguardar a Capital e a região litorânea da migração descontrolada. "Entre 2000 e 2007 a Capital teve um crescimento populacional de 17%. Isso ainda é explosivo, mas a curva mostra uma redução no processo e uma mudança no perfil dos personagens", compara.

O prefeito de Florianópolis, Dário Berger, assinou convênio no valor de R$ 25.135.660,00 e falou em nome dos demais prefeitos da região. Fez menção ao programa "Morro Legal", que vai assegurar infra-estrutura ao maciço do Morro da Cruz. "Esta obra representa atenção a 30 mil pessoas que estão à margem dos serviços essenciais na capital que detém melhor qualidade de vida do país".

O superintendente Regional em Exercício da Caixa Econômica Federal, Arlindo Maciel Sebastião, foi o interveniente do governo Federal nos contratos. Ele salientou a importância da instituição como apoiadora financeira dos programas públicos. "Damos nossa chancela a esses projetos que estão contribuindo para desobstruir os gargalos do país".

Fonte: Governo do Estado