Mundo Digital é discutido em Seminário de Comunicação Pública

ComunicaFECAM

23 de novembro de 2017 19:59

Marketing Estratégico – Redes Sociais – Criatividade – Transparência – Impessoalidade – Publicidade  – Investimento x Retorno - Gestão de Crise, pautam o segundo dia do encontro catarinense, em Florianópolis

 

Troca de experiências, aprendizado e discussão para driblar os desafios do mundo digital. Assim foi o segundo dia do 2° Seminário Catarinense de Comunicação Pública, que acontece em Canasvieiras, Florianópolis, de 22 a 24 de novembro.  

O evento reúne prefeitos, vereadores, jornalistas, assessores de comunicação pública e órgãos da imprensa. É promovido pela FECAM, organizado pela Escola de Gestão Pública Municipal – EGEM, e tem o apoio das 21 Associações de Municípios do Estado de Santa Catarina, da Associação Catarinense de Imprensa – ACI, Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão – ACAERT, da Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina (Adjori/SC) e da Associação de Diários do Interior de Santa Catarina – ADI/SC e Correios.

A pauta do dia foi Marketing Estratégico – Deve ser o primeiro passo antes de qualquer ação em ComunicaçãoComo potencializar a presença dos órgãos públicos nas redes sociaisCriatividade em pauta. Como fazer diferente? , Como a Transparência impacta na vida das Pessoas?Princípios da Impessoalidade e da Publicidade, Investimento em Comunicação e Retorno para o Cidadão e O papel da Comunicação na prevenção, redução e gestão de crises.

Radar e bússola: norteadores estratégicos de marketing e comunicação

Planejar. Essa é a palavra da vez, segundo Gonzalo Pereira, jornalista, consultor em comunicação, especialista em Jornalismo Aplicado e Marketing Estratégico, que abriu as atividades do Seminário na manhã desta quinta (23).

“Comunicação parece fácil de fazer, mas se não souber utilizar as ferramentas necessárias para se fazer entender com qualidade, não se obterá sucesso”, destacou. Ele observou que é preciso utilizar o Radar e a Bússola. “O radar possibilita desenvolver estratégias antes da operação. Deve-se mapear o entorno – microambiente (ambiente interno) e macroambiente (ambiente externo), antes de escolher a melhor estratégia e ferramentas. Definir a Missão, Visão, Valores e Princípios. A bússola é a definição do que se quer comunicar.”

Gonzalo falou ainda de norteadores estratégicos, pesquisa, objetivos estratégicos, posicionamento atual, Mix de Marketing, análise de micro e macroambiente, posicionamento percebido, SWOT, imagem e recall. Um conjunto de ferramentas de comunicação que permitem construir uma imagem única, para fortalecimento do bem público. “É preciso sair do pretendido para o entendido”, conclui.

Neste contexto, o estrategista em marcas e especialista em Branding, Alex Lima, explanou sobre o diferencial e poder da marca. Abordou ideias simples, formas diferentes de fazer a mesma coisa. O poder da criatividade para posicionar-se.

O avanço da tecnologia, que possibilita a comunicação integrada em tempo real e integral foi explorado por Lorena Peter de Almeida, gerente de negócios da NSC Comunicação. “A tecnologia é um investimento necessário, que retorna em benefícios ao cidadão”, declara.

 

Senado Federal e Assembleia Legislativa

Como potencializar a presença dos órgãos públicos nas redes sociais? A experiência da jornalista multimídia, Social Media do Senado Federal, Jéssica Macedo e de Thamy Soligo, jornalista especialista em Novas Mídias e à frente da Diretoria de Comunicação Social da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, foi compartilhada com o público do Seminário.

“A atividade política é bastante complexa. É preciso haver um distanciamento pessoal e tentar fazer o público enxergar as verdades através de conteúdos relevantes e que criem cidadania”, contextualiza Jéssica.

Transparência e impessoalidade: é preciso incentivar

Marcia Aguiar Arend, membro do Ministério Público de Santa Catarina e promotora de São José e São Pedro de Alcântara, falou sobre os princípios da impessoalidade e da publicidade. Marcelo de Brito Vidal, coordenador-geral do governo aberto e transparência do Ministério da Transparência e Controladoria –Geral da União (CGU), também tratou do impacto da transparência na vida das pessoas

“Transparência é um ato de coragem e é capaz de mudar o jogo”, acredita Vidal. Explica que a transparência está diretamente pautada em todas as nossas ações e tem o viés de fazer com que a sociedade também colabore com uma gestão pública mais consciente. “Não basta comunicar transparência. É preciso incentivar”, conclui.

Gestão de riscos durante uma crise

O papel da Comunicação na prevenção, redução e gestão de riscos no setor público, foi abordado por Armando Medeiros de Faria, vice-presidente da Associação Brasileira de Comunicação Pública. “Nunca se sabe quando vai estourar a próxima crise ou uma crise. Por isso, é preciso ter um lastro grande com uma comunicação de qualidade, que vende e comprova uma gestão eficiente. Um background”, orienta Faria.

Defende que o importante durante uma gestão de crise é que a comunicação tenha acesso aos processos, participe das decisões e das estratégias. Assessor significa Acesso. Sabe o que deve ou não ser publicado e o impacto desta publicação sobre determinado púbico. Orienta mapear atores, organizações e instituições – o público influenciador – e construir uma agenda de riscos e oportunidades.

“Com uma comunicação cada vez mais voltada para a era digital, é de fundamental importância a capacitação constante dos profissionais envolvidos no processo. Este Seminário preenche essa lacuna ao nos propiciar palestras de alto nível, com profissionais antenados ao momento atual”, opina Fabiano Kutach, assessor de comunicação de Rio Negrinho.

Para o assessor de comunicação da Associação de Municípios da Região Carbonífera (AMREC), Antônio Rozeng, o mundo digital acelera os processos, mas é necessário diminuir o ritmo e pensar na eficiência da comunicação. “A FECAM está de parabéns pela organização do evento e qualidade das palestras”, fala.

Também foram apresentados no segundo dia do Seminário, as soluções e oportunidades para comunicação pública e a experiência em Marketing dos Correios, pela gerente de Contas de Marketing Direto dos Correios, Cláudia Regina Sardá Vieira. 

Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar