• FECAM - Federação de Consórcios, Associações e Municípios de Santa Catarina

FECAM participa de seminário regional de acolhimento familiar

FECAM participa de seminário regional de acolhimento familiar

FECAM participa de seminário regional de acolhimento familiar 2560 1920 Fecam Portal

A assessora em Assistência Social da Federação de Consórcios, Associações e Municípios de Santa Catarina (FECAM), Janice Merigo, participou do 3º Seminário Regional de Acolhimento Familiar na última terça-feira (21). O evento foi realizado pelo Serviço Regional de Acolhimento Familiar da Comarca de Ascurra e Colegiado de Assistência Social da Associação dos Municípios do Vale Europeu (AMVE).

O objetivo do evento é informar e sensibilizar os profissionais que envolvem o sistema de garantias de direitos às crianças e adolescentes, garantir a prioridade absoluta das crianças e adolescentes na rede de atendimento, apresentar os benefícios do acompanhamento familiar na primeira infância, promover debates sobre os desafios, avanços e experiências de serviços de família acolhedora.

O seminário também conta com o apoio do Poder Judiciário, Ministério Público, Prefeituras e CMDCA’s de Ascurra, Apiúna e Rodeio, Pastoral da Criança, AMVE, FECAM, GT de Acolhimento Familiar e CEDCA.

Pela manhã, Carlos Nicodemos, advogado e defensor de Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes e ex-presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA) e Nelson Arns, médico pediatra e coordenador nacional da Pastoral da Criança participaram de um debate mediado pela coordenadora adjunta do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), Maristela Cizeski.

No período da tarde, Nayara Brito, assessora da AMVE e Janice Merigo, assessora em Assistência Social da FECAM, coordenaram os relatos de experiências dos municípios da região.

Janice Merigo, destaca a importância do trabalho da Amve em fortalecer os serviços de família acolhedora da associação relembra que a região da AMVE conta com o primeiro serviço regional em SC, que é referência no Brasil.

Como os primeiros 1000 dias de vida podem afetar nossa saúde para sempre